Ver todos os posts
Publicado em Publicado em

O Confinamento e a Gestão de Projetos

Categoria

Covid-19

Partilhar

O impacto do tempo que vivemos atingiu de forma transversal toda a sociedade e, consequentemente, a vida das empresas. De um dia para o outro, a vida tal como a conhecíamos, mudou de forma significativa. Após o choque inicial violento e abrupto e de um período de adaptação a uma nova realidade, hoje já falamos de tudo isto como uma oportunidade para redefinir a forma como vivemos e como nos relacionamos com os outros e com o trabalho.

Também na LOBA, durante este período e conforme já referido em posts anteriores, muita coisa mudou no nosso dia-a-dia, mas a realidade é que continuamos sempre ativos e disponíveis para os nossos clientes e muito motivados para enfrentar todos os projetos e desafios que foram surgindo. Isto só foi possível pelo contributo positivo de cada um de nós, e também pela utilização de ferramentas colaborativas já aqui referenciadas e que usamos como elo de ligação entre todos. Manter os projetos no caminho certo, trabalhar de forma efetiva com todos os membros das várias equipas e com os patrocinadores dos projetos e gerir o risco e os tempos de entrega de forma eficaz, são sempre boas práticas que continuam para todos nós a fazer sentido.

Como parceiros ZOHO, empresa que possui um conjunto vasto de soluções de software para as organizações, o conhecimento que possuímos enquanto implementadores e utilizadores das várias ferramentas permitiu-nos de forma tranquila continuar com estas boas práticas. O universo de aplicações ZOHO tem como grande vantagem o facto de ser uma plataforma integrada na nuvem, fator fundamental quando os vários interlocutores dos projetos não estão fisicamente no mesmo local.

Dentro deste universo, destacamos duas das soluções por nós usadas, quer para a Gestão dos Projetos dos nossos clientes, quer para os nossos projetos internos, e que são um fator crítico de sucesso na nossa gestão dos mesmos:

· Zoho Projects – para equipas que seguem um processo de organização do trabalho e coordenação de tarefas mais linear e que segue a metodologia “waterfall” de gestão de projetos. É um processo sequencial em que cada fase do progresso é realizada após a entrega da fase anterior.

· Zoho Sprints – para equipas que realizam os chamados entregáveis (em inglês deliverables), realizando iterações contínuas e incrementais. Segue os princípios das metodologias Agile, que tiveram por base o desenvolvimento de software mas que são extensíveis a qualquer área e que permite realizar os entregáveis do projeto em ciclos periódicos chamados Sprints. Estas metodologias permitem que haja alterações e revisão de requisitos ao longo do tempo e durante cada sprint e promovem um feedback constante com os utilizadores finais.

Como podemos verificar, as soluções Zoho Projects e  Zoho Sprints fazem uma abordagem diferente aos projetos e na LOBA usamos quer uma quer outra em diferentes equipas, com a vantagem de ambas existirem também para dispositivos iOS e Android, o que significa que todos os nossos projetos viajam sempre connosco e estão à distância do nosso telemóvel. A decisão de qual solução usar, está mais relacionada com a organização do projeto, das equipas de trabalho e do próprio envolvimento do cliente do que propriamente com o software em si.

Para terminar este post, relembro uma das frases de Peter Drucker “A única coisa que sabemos sobre o futuro é que ele será diferente”. Na LOBA, continuamos muito motivados para o futuro, para enfrentar uma nova realidade (o tão falado “novo normal”), sempre com um espírito positivo e de confiança, para um bom desempenho dos projetos e sucesso do impacto dos mesmos na Experiência do Cliente dos nossos Clientes.

Ver todos os posts